Professora cria projeto de incentivo à leitura com a Turma da Mônica

4 min. leitura

Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

Unindo o incentivo à leitura com o protagonismo dos alunos, a professora Valdenia Santiago de Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, desenvolveu um projeto que aproveitou o interesse das crianças pelos personagens da Turma da Mônica para gerar aprendizados em diversas áreas.

Aprendendo a partir dos personagens

Quando começou a dar aula para a turma do 4º ano do Ensino Fundamental do Colégio Municipal Humberto Barradas, a professora Valdenia percebeu que os alunos não tinham muito interesse pela leitura. Como já era assinante dos gibis da Turma da Mônica, ela decidiu disponibilizar alguns exemplares no cantinho de leitura da sala de aula junto aos livros paradidáticos.

Ao perceber o grande interesse dos alunos pelas histórias em quadrinhos, Valdenia teve a ideia de usar os personagens e a prática da leitura para criar um projeto que trabalhasse temas multidisciplinares, desde questões de linguagem e escrita, até temas de conteúdos de geografia e de ciências, tudo a partir do universo dos personagens de Mauricio de Sousa

A partir de atividades e discussões em sala de aula, os alunos aprenderam com a Magali sobre a importância de uma alimentação variada e os seus benefícios para um desenvolvimento saudável. A partir das histórias do Chico Bento, foram trabalhados temas sobre da vida no campo, a agricultura, a criação de animais e a relação do homem com a natureza. 

Além dos personagens mais famoso da Turma da Mônica, os alunos conheceram também o André, personagem com autismo. Com ele, aprenderam as principais características de pessoas autistas, percebendo como as diferenças de cada um não impede um convívio coletivo e muito positivo.

Outro tema trabalhado a partir das histórias dos gibis foi a diversidade na formação das famílias. Os alunos chegaram à conclusão de que as famílias podem ser muito variadas e o que importa é o amor que existe na convivência entre seus membros.

Para desenvolver habilidades de leitura e compreensão de textos, o projeto englobou práticas educativas sobre os diversos gêneros textuais. Além dos gibis, as crianças leram bulas de remédio, receitas, notícias, anúncios e muitos outros textos, podendo perceber e aprender com as características de cada um deles.

Transformando os alunos em protagonistas

Alunos do Colégio Municipal Humberto Barradas com seus Livros Personalizados

O projeto de incentivo à leitura partiu de um interesse genuíno dos alunos para a construção de aprendizados de forma coletiva em sala de aula. Segundo a professora, isso fez com que cada criança pudesse se conectar com o conteúdo, identificando-se com ele a partir de suas próprias experiências.

Durante uma de suas pesquisas para o desenvolvimento do projeto, Valdenia conheceu a proposta da Dentro da História: transformar as crianças em personagens de livros personalizados. Ao ver que uma das histórias disponíveis era justamente da Turma da Mônica, a professora entrou em contato com a equipe da editora e decidiu que criar livros personalizados para a turma seria a melhor forma de encerrar o projeto.

“Eu produzi o meu próprio livro para poder mostrar para os pais dos alunos. Então a gente marcou uma reunião, eu fiz a proposta e eles aceitaram.”, conta Valdenia. Toda a comunidade escolar foi mobilizada, e o projeto ganhou o apoio das famílias dos alunos.

Turma do 4º ano do Ensino Fundamental

A personalização dos livros foi feita durante as aulas, no celular da própria professora. “Eu fui chamando a cada dia alguns alunos, para entrar no site da Dentro da História pelo meu celular. Eles mesmos iam criando seus avatares, escolhendo suas características como cor de pele, olho, roupinha, cabelo… Cada um fez seu próprio personagem. E como a história incluía também um animal de estimação, escolhiam um com o nome dos bichinhos de cada um.”, conta Valdenia.

A história escolhida foi “Visita ao Chico Bento“, em que a criança protagonista viaja até o campo em uma excursão da escola. A narrativa que acontece no espaço rural incentiva a compreensão de suas características, assim como a percepção da importância do cuidado com os animais e consciência ambiental. Mas para os alunos de Valdenia, que conviveram com o universo da Turma da Mônica e aprenderam com ele durante meses, tornar-se protagonista desse livro foi ainda mais significativo.

Os resultados do projeto

Alunos José Adônis e Letícia Maria com seus livros e camisetas personalizados

Além das atividades realizadas em sala de aula e da criação do livro personalizado, as crianças tiveram também a oportunidade de assistir a um teatro musical da Turma da Mônica no Teatro Rio Mar, em Recife. Segundo a professora Valdenia que acompanhou a turma, foi uma experiência única. “Foi um sonho para eles, ir em um dos maiores teatros daqui da região. Eles se divertiram e até tomaram sorvete depois do espetáculo”., conta.

Ao final das atividades desenvolvidas no projeto, foi organizado um evento de encerramento, quando foram entregues aos alunos seus livros personalizados. Com o apoio das famílias e da comunidade escolar, o evento se transformou em uma verdadeira festa com decoração temática da Turma da Mônica. Os alunos ganharam camisetas com a frase “A criança como protagonista de sua história começa na Escola” e prepararam um jogral sobre tudo que aprenderam. Depois, ainda fizeram uma apresentação musical em libras em homenagem às suas famílias. 

Professora Valdenia com alunas no evento de encerramento do projeto

O evento contou inclusive com a presença da Secretaria de Educação da cidade. O incentivo à leitura tem sido uma preocupação de toda a rede, que faz um monitoramento da média de livros lidos a cada bimestre. Esse monitoramento ajudou a demonstrar o efeito positivo do projeto desenvolvido pela professora Valdenia com os gibis e com os livros personalizados: no segundo bimestre de 2019, a média de livros lidos pelos alunos era de 10 por mês. Após o projeto, no terceiro bimestre, a média subiu para 25 livros por mês.

Além do aumento no interesse pela leitura, outro benefício apontado pela escola foi o envolvimento dos pais no projeto, que foram tão participativos quanto os estudantes. Assim, fica uma importante lição: que a soma de bons professores, do envolvimento das famílias e de uma educação onde os alunos são protagonistas só pode trazer resultados positivos. 

Veja também: Alunos do colégio Anglo Morumbi participam de projeto focado em protagonismo e liderança

2 Responda para “Professora cria projeto de incentivo à leitura com a…”

  1. Acredito numa alfabetização participativa,criada /adaptada de um livro,mas trazendo p realidade da escola onde o aluno esta inserido.Os resultados são melhores qd o aluno se ver participativo e dentro do meio q convive

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *