É normal criança mentir? Saiba como lidar com as mentiras dos filhos.

3 min. leitura

Mentira da criança
Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

Que mãe ou pai nunca viu seu pequeno falar que não comeu o chocolate mesmo estando com a boca toda suja? Crianças aprendem a mentir desde muito cedo, mas isso não tem nada a ver com o caráter delas. Confira até que ponto as mentiras dos pequenos são normais e saiba como reagir para ensinar como é importante ser honesto.

Com que idade as crianças começam a mentir?

Logo que as crianças começam a falar e a articular frases, as mentiras aparecem. Um estudo feito pela Dra. Victoria Talwar, da Universidade McGill, no Canadá, mostrou isso com um experimento curioso. Um adulto dizia à criança que havia um brinquedo dentro de uma caixa e depois dava uma saidinha, alertando antes para ela não mexer lá.

Você já deve imaginar como termina a história, né? Cerca de 90% das crianças não se seguraram e abriram a caixa para ver, mas o grande resultado da pesquisa veio quando o adulto voltou. Questionadas se tinham mexido no brinquedo, muitas delas resolveram mentir: os primeiros sinais de enganação apareceram aos dois anos, quando 20% das crianças nessa faixa etária mentiram. Aos três anos de idade já foram 40% os que negaram e, aos quatro anos, cerca de 80% não disse a verdade. Com os pequenos acima dos 5 anos, o resultado foi unânime: todos mentiram.

Por que as crianças mentem?

Existem alguns motivos mais comuns que podem levar os pequenos a contarem uma mentira:

  • Esconder alguma coisa para não levar uma bronca.
  • Tornar uma história mais emocionante quando conta algo para outra criança ou um adulto.
  • Chamar a atenção, mesmo quando eles sabem que você já sabe a verdade.
  • Conseguir algo que eles querem – por exemplo, quando dizem à avó que a “mãe deixa comer pirulitos antes do jantar”.

As mentiras contadas por uma criança não significam que ela tenha mau caráter. Isso pode ser apenas a imaginação infantil, impulsionada pela vontade de não fazer algo errado e até pelo medo. É preciso lembrar que crianças pequenas ainda não sabem definir bem a diferença entre fantasia e realidade, e vivem misturando esses dois mundos.

Na verdade, às vezes as crianças nem sabem o que é uma mentira: segundo o estudo de Talwar, cerca de 38% das crianças de 5 anos acha que xingar é mentir. Por isso, cabe aos pais mostrar como é importante contar sempre a verdade e explicar aos poucos as consequências de uma mentira.

Como lidar com as mentiras das crianças?

É comum que os pais fiquem preocupados quando vêem que os filhos estão criando o hábito de mentir, mas não saibam como é a melhor forma de abordar o assunto. Veja 6 dias para lidar com as mentiras dos filhos:

1. Dê o exemplo

Claro que não adianta ter várias de conversas com seu filho sobre o quanto é errado mentir se ele perceber que você também faz isso. As crianças crescem aprendendo e repetindo o comportamento dos pais. Por exemplo, se você pede para seu pequeno dizer que você não está sempre quando alguém liga, ele começa a naturalizar esses pequenos tipos de mentira.

2. Crie uma relação de confiança

Para que o seu filho te conte a verdade mesmo quando fizer algo errado, é muito importante que a confiança dele em você seja maior do que o medo de levar uma bronca. Se os pais agem com raiva ou aplicam castigos severos sempre que a criança conta que quebrou ou sujou alguma coisa, logo ela vai parar de confessar qualquer falha.

Portanto, tome cuidado com a sua reação ao descobrir sozinho que seu filho mentiu: explique o que ele fez de errado mas mostre que ele poderia ter confiado em você. Diga coisas como: “Estou muito feliz por você ter me dito a verdade. Eu gosto quando você é honesto”.

3. Não relacione a mentira à ideia de castigo

Não há problemas em punir o seu filho que contou uma mentira, desde que ele entenda de verdade o porquê de estar sendo punido. O mais importante na hora de repreensão é uma conversa sincera sobre as principais consequências da mentira: ele pode até conseguir se safar do castigo, mas a mentira quebra a confiança entre vocês e magoa a todos envolvidos.

Leia também: Será que meu filho está estressado?

4. Converse sobre o assunto

Apesar de as crianças misturarem fantasia com realidade e de muitas vezes só mentirem para se livrar de um castigo, isso não quer dizer que os pais devem achar esse comportamento aceitável. Mesmo crianças pequenas precisam começar a entender a importância da honestidade, por isso converse sempre de forma clara e na linguagem da criança, explicando as consequências da mentira.

5. Mostre que você sabe quando ele mente

Se seu filho está inventando uma história sobre algo, você pode responder dizendo algo como “Essa é uma ótima história – poderíamos transformar isso em um livro”. Isso encoraja a imaginação do seu filho sem incentivar a mentira, mostrando que as pessoas conseguem perceber quando algo é inventado e quando é verdade.

6. Dê atenção sem ele pedir

Histórias inventadas pelas crianças, quando elas aumentam os fatos, podem ser uma maneira infantil de ganhar admiração ou respeito dos outros. Se isso estiver acontecendo frequentemente com seu filho, tente elogiá-lo mais – por exemplo, sempre que ele aprender algo novo ou fizer coisas simples do dia a dia do jeito correto. Isso ajuda a aumentar a auto-estima da criança e evita que ela use outros métodos para chamar atenção.

Leia também: Como incentivar o protagonismo e autoestima das crianças?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *