Como criar filhos felizes? Saiba por que a inteligência socioemocional é o caminho.

3 min. leitura

Família e filhos felizes
Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

Escrito por Tonia Casarin

Sempre que pergunto para os pais o que eles querem para seus filhos, as respostas são bem parecidas. Quase todos dizem que desejam felicidade e sucesso. Mas o que podemos fazer para que nossos filhos sejam felizes? Dar os melhores presentes? Colocá-los nas melhores escolas? Passar mais tempo em família?

Pesquisas mostram que pessoas que têm sua inteligência emocional desenvolvida apresentam níveis maiores de felicidade. Além disso, pessoas emocionalmente inteligentes são mais bem-sucedidas na vida acadêmica e profissional, melhoram suas notas na escola, têm empregos melhores e tendem render mais do que aqueles que não desenvolveram suas competências socioemocionais

Ou seja, a inteligência emocional traz sucesso e felicidade em longo prazo. Mas, afinal, o que significam as competências socioemocionais de que tanto se fala atualmente?

O que são competências socioemocionais?

As competências ou habilidades socioemocionais incluem a capacidade que cada um tem de lidar com suas próprias emoções, desenvolver autoconhecimento, relacionar-se com o outro, ser capaz de colaborar, mediar conflitos e solucionar problemas. Elas são utilizadas no nosso dia a dia e integram todo o processo de formação de uma pessoa como um ser integral: indivíduo, profissional e cidadão.

No mundo cada vez mais tecnológico, as competências socioemocionais tornam-se mais importantes e fundamentais para as pessoas. A verdade é que, por mais que os pais protejam os filhos das dificuldades, eles nunca serão felizes 100% do tempo e sempre terão que enfrentar sentimentos ruins. Porém, apesar de classificarmos as emoções diferenciando-as entre positivas e negativas, é fundamental compreender que todas são importantes para nosso desenvolvimento. Saber reconhecer, dar nome e lidar com todas elas é o que trará felicidade e sucesso ao longo da vida.

Como as crianças aprendem sobre emoções?

Se para os adultos é um desafio compreender as emoções, na infância as crianças ainda estão desenvolvendo as conexões neurais no cérebro, em regiões que controlam as emoções, a cognição, a linguagem e a memória. Por isso, os estímulos dessa fase são importantes para desenvolver a inteligência socioemocional e definir a forma como lidarão com os sentimentos durante a vida.

Em meus estudos, descobri nos livros infantis uma maneira simples de desenvolver competências socioemocionais nas crianças. As histórias são capazes de transportar os pequenos para outros mundos. Além disso, trabalham a criatividade e são fontes para brincadeiras, conversas e criação de laços afetivos.

A empatia também é uma habilidade socioemocional desenvolvida pela leitura. Quando a criança se identifica com um personagem, começa a entender os sentimentos de outras pessoas e passa a se colocar no lugar delas.Com esse propósito, escrevi os livros Tenho Monstros na Barriga e Tenho Mais Monstros na Barriga que ajudam as crianças a reconhecerem seus sentimentos de uma forma lúdica. E agora, os monstrinhos que representam as emoções chegaram no Clube Dentro da História

Livro personalizado Habilidades Socioemocionais
Coleção Exclusiva – Clube Dentro da História

Na coleção de livros personalizados Conhecendo os Monstrinhos, a criança é a protagonista dos livros sobre alegria, frustração, medo, ansiedade e outras emoções. A personalização aumenta ainda mais a identificação com os exemplos das histórias e incentiva a inteligência socioemocional na infância. 

Faça parte do Clube Dentro da História para receber a coleção

O papel da família na educação socioemocional 

O incentivo à leitura na infância é um exemplo de hábito em família que influencia no desenvolvimento das crianças. Estudos mostram ainda que um dos fatores mais importantes para esse desenvolvimento e a felicidade das crianças é o ambiente em que elas vivem, ou seja, como é o clima do ambiente e como se estabelecem os relacionamentos que a criança experiencia. Isso significa dizer que importa muito a forma como os adultos interagem com as crianças, especialmente em momentos de estresse.

Para atender às necessidades de pais, mães e familiares que querem um ambiente emocionalmente saudável em família, eu criei o curso Emoções em Família. Ele oferece uma abordagem prática que combina conhecimento e conclusões das pesquisas mais recentes para você saber como ter um lar que ensina a crianças e adultos a desenvolver sua inteligência socioemocional para ser feliz, crescer e viver em sociedade.

_____________________________________________________________________

Tonia Casarin

Tonia Casarin é brasileira, e concluiu seu Mestrado em Educação pelo Teachers College da Universidade de Columbia, em Nova York. Escreveu os livros “Tenho Monstros na Barriga” e “Tenho Mais Monstros na Barriga” para ajudar as crianças e os pais a identificar e nomear as emoções, pilar fundamental no desenvolvimento socioemocional. Em 2020, lança o novo livro “ABC dos Monstros”. É Lemann Fellow e Eisenhower Fellow, e trabalha com aprendizado e desenvolvimento em todas as idades, atendendo empresas e instituições de ensino.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *